terça-feira, 30 de maio de 2017

Sobre ser feliz, ainda que tenha que deixar patir quem me faz bem.


É certo o que dizes.
Quando estás aqui, é como se nunca tivesses ido. É ver em cada lugar, em cada gesto, em cada palavra e em cada sorriso, o nosso passado neste presente bem vivo. É ser feliz sem dor e sem medo do que vem a seguir.
É sentir o coração cheio de bons sentimentos e agradecer as boas escolhas feitas.
É sentir extâse e uma força incrível de seguir em frente com o maior sorriso no rosto.
É muitas coisas boas.
Quando estás aqui, é mesmo isso. Sentir que nunca saiste de cá.



 E quando chega aquele momento de te dar o abraço da despedida?
Aí o meu mundo derruba-se com uma fragilidade tão vincada que parece que nunca fui forte e que os dias que virão vão ser dificeis de superar.
Aí é sentir o meu chão a abalar e olhar para um infinito de incertezas e de dias solitários.
Tu minha amiga, fazes-me tanta falta!






Mas depois, embrulhada em tantas lágrimas, apercebo-me que apesar deste lado duro da nossa existência, sou feliz. Sou muito feliz por te ter na minha vida. Porque sinto em ti uma capacidade de estares em mim sem que para isso estejamos frente a frente. Estás em cada recanto desta casa, numa simples orquídea que continua florescendo, nos meus filhos...e sempre no meu coração.


Contudo, cada vinda tua a este lugar, por mais feliz que seja, deixa sempre um sabor amargo a tristeza, saudade e a uma pena constante: e se nunca tivesses ido embora?

Amo-te muito minha pessoa.

Fontes:
Texto: Sandra Pereira
Foto: GoogleImages

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...