sexta-feira, 24 de maio de 2013

Hábitos prejudiciais á saúde

Um destes dias, enquanto passeava na web, descobri esta lista de hábitos, que não sendo nada do outro mundo, nem surpreendendo em nada, visto que todos já as ouvimos alguma que outra vez,  sendo por isso "mais do mesmo", surpreendeu-me apenas num ponto: Cumpro todos os bons requisitos (da maioria) das mesmas!! É para alucinar!! ☺☺

Usar os óculos errados - OK (por mais baratinhos que sejam, lindos, diferentes e prometam usufruir de óculos em  muita quantidade, eu cá não gosto e mantenho os meus Vogue, com selo UE, velhinhos, isso sim)
Usar óculos escuros da feira pode ser muito nocivo para os olhos, já que dilatam as pupilas e não as protegem. Escolha óculos com o selo da UE, com lentes neutras do ponto de vista ótico e suficientemente grandes para absorver a radiação frontal e lateral.

Eliminar os hidratos de carbono -  OK (não sou de dietas, nunca fiz (graças a Deus) e sim como de TUDO)
Excluir os hidratos de carbono das suas refeições para emagrecer costuma resultar numa dieta hiperproteíca, que o vai encher de gorduras saturadas e colesterol. Em vez disso, coma de tudo um pouco, em quantidades moderadas, reduza as gorduras, ingira menos calorias e faça exercício.

Roubar horas ao sono -  OK (Dormir??? Oh sim!! Durmo bem obrigada)
Dormir pouco aumenta o risco de diabetes e de cardiopatias. Além disso, engorda. Cerca de 73 por cento das pessoas que dormem menos têm mais propensão para sofrer de obesidade. Prepare adequadamente o seu sono, mantendo horários regulares.

Tomar comprimidos sem água -  OK (precisamente quando tenho que tomar algum comprimido é com: Ou um copinho de água, ou de leite, ou um cházinho)
Este gesto pode ter consequências graves como a formação de úlceras. Tomar os comprimidos com líquidos é a única forma de desfazer o seu conteúdo. Deve idealmente fazê-lo com água mas também pode recorrer a infusões ou sumos naturais.

Dormir com uma almofada qualquer -  OK (Já AQUI tinha falado da minha almofadinha!! bem faço eu em andar com ela para todo o lado ;☺☺ )
A almofada errada pode causar irritabilidade, insónias, dores de cabeça e pescoço e problemas nas costas. Se costuma dormir de barriga para cima, use uma almofada mole. Se dorme de lado, precisa de uma dura. Se dorme de barriga para baixo, escolha uma almofada fina.

Não se expor ao sol - OK (Nem mais. Precisamente o tempo que aguento á torreira do sol do meu quintal! )
O sol é a principal fonte de vitamina D, fundamental para a saúde dos ossos. Os especialistas recomendam 10 a 15 minutos de exposição solar diária, evitando as horas mais prejudiciais e usando um fator de proteçao solar adequado.

Ingerir açúcar quando está deprimido OK (Nem muito, nem pouco!! Como na dose certa. )
O açúcar em doses adequadas é necessário ao bom funcionamento do organismo mas, em excesso, pode causar diabetes e outros problemas associados à obesidade. Prefira frutas frescas e sumos naturais que ajudam a manter os níveis de energia de forma saudável

Isolar-se OK (vamos lá a ver uma coisa: é normal que me isole um bocadinho!!!se estou triste por algo, não me apetece andar por aí a cantar e a largar sorrisos...agora depende também do que se entende por isolar-se e em que quantidades)
O isolamento pode afetar a saúde cardiovascular, torna-nos propensos à depressão, menos ativos e com mais apetência para fumar e beber. Seja sociável, simpático e ponha em prática atitudes como a empatia (colocar-se no lugar do outro) para se relacionar melhor com os outros.

Tomar cálcio e ferro ao mesmo tempo OK (nao tomo suplementos)
O cálcio e o ferro não se dão nada bem. O cálcio pode dificultar a absorção de ferro. Tome estes dois suplementos em separado e ingira mais cálcio nas refeições menos ricas em ferro.

Não parar para comer OK (Ai paro, paro. Nem que sejam 5 minutos! )
Prescindir da pausa para comer e ingerir qualquer coisa enquanto continua a trabalhar aumenta a falta de concentração e os problemas digestivos. Pare para comer. Se não tiver alternativa, leve de casa uma salada ou uma sanduíche e uma peça de fruta. Se comer num restaurante, opte sempre por uma ementa mais saudável.

Levar tudo demasiado a peito HUMM... (Aqui tem assunto para manga... se estou mesmo zangada, não vou virar uma louca e pôr-me a rir do assunto!)
O humor e o riso favorecem os sistemas cardiovascular, circulatório, respiratório, digestivo, imunitário, muscular e endócrino e ainda ajudam a reduzir o stress. Lembre-se das situações divertidas ou liberte a criança que tem dentro de si.

Tomar vitaminas por sua conta OK ( Graças a Deus não tenho precisado ;) )
Recorrer a um suplemento vitamínico por iniciativa própria pode tornar-se contraproducente. Consulte o seu médico de família antes de o fazer. Informe-o de qualquer medicação que esteja a tomar, dos seus antecedentes familiares e dos seus hábitos alimentares.

Ceder à má postura das costas NOOO (Acuso-me!! Sou mestre nas más posturas. )
As posturas incorretas à secretária, em frente ao computador, ao volante ou a realizar outras atividades nas quais se usam as costas podem traduzir-se em carências ósseas. Pratique exercícios que obriguem o corpo a adotar uma postura correta. Faça alongamentos para trabalhar os músculos do busto, abdominais e dorsais.

Abusar dos saltos altos OK (Uma vez por festa, não me vai fazer mal, hein!! )
As mulheres com mais de 30 anos que usam saltos com mais de 3,5 cm são as mais propensas a desenvolver artroses nos joelhos. Ajuste o calçado à atividade que vai realizar. Os saltos nunca devem ser demasiado altos. Se começar a ter dores nas costas, reduza os centímetros dos saltos gradualmente.

Dormir sestas longas HUMMM... (Sestas?? Não sei o que é isso. Apenas sei que quando trabalho fora de casa, tenho uma vontade horrível de dormir a sesta...mas se estou por casa, não há sesta para ninguém... )
As sestas melhoram a produção laboral, reduzem o stress, combatem a fadiga e favorecem a saúde cardiovascular. Contudo, se forem demasiado longas, podem produzir efeitos contrários. Programe sestas de 20 ou 30 minutos. Escolha um local cómodo e uma atmosfera silenciosa.

Deixar os antibióticos a meio HUMMM... (Acho que aqui sou culpada uma ou outra vez... )
Abandonar a toma de antibióticos quando se começam a notar melhorias faz com que o fármaco tenha um efeito quase nulo sobre a ação das bactérias que, por norma, só são destruídas passados sete dias a tomar o medicamento. Mantenha sempre o tratamento até ao fim.

Comer à pressa OK ( Isso já o sei há um par de anos e tento fazê-lo sempre )
Comer depressa aumenta a ansieade e leva-o a ingerir maiores quantidades. Sentar-se à mesa e mastigar bem os alimentos vai permitir-lhe comer menos porque, ao comer de forma mais lenta, vai dar tempo ao cérebro de sentir saciedade.

Adiar tarefas NOOOO (Preguiça, preguiça, preguiça. Muitas vezes esta senhora me vence e o que poderia ter feito hoje nem fica para amanhã, nem para o fds, nem para o fim do mês...fica para quando apeteça. )
Por último, não deixe para amanhã o que pode fazer hoje. Esta é uma atitude que o vai ajudar a cumprir os seus objetivos e, para além disso, é um exercício para não se deixar levar pela inércia.


http://vendavalsentimentos.blogspot.com.es/

Fontes:
Texto: http://saude.sapo.pt e Sandra Pereira
Fotos: Google Images
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...