quinta-feira, 11 de outubro de 2012

"Cada um tem de mim exactamente aquilo que cativou..."

"Cada um tem de mim exactamente aquilo que cativou..."

É uma célebre frase de Charles Chaplin, e é correcto dizer que é uma filosofia com a qual me identifico e na qual baseio a minha maneira de ser e agir com todos que me rodeiam.

**  Todos sabemos que a vida é uma constante mudança e que aquilo que é hoje amanhã pode não ser e sequer existir.
**  Todos sabemos que o nosso humor e estado de espírio nos prega partidas...e que dependendo da maneira como nos sentimos, assim tratamos e cuidamos quem nos rodeia...
**  Mas todos sabemos também, que a nossa paciência tem limites!!!

Quando gostamos de alguém, é justo agir e actuar ao contrário de "cada um tem de mim exactamente aquilo que cativou..."  reeducando e ajudando quem realmente nos importa. Ás vezes ignorar faz parte da "táctica". Para quê insistir em algo que sabemos á partida que não nos vai fazer felizes??

Há que fazer sacrificíos e suportar quem nos magoa hoje, com a esperança que amanhã nos tratará melhor e à sua maneira nos pedirá desculpas ainda que tardiamente.

Agir assim, ignorando por vezes os nossos valores e sentimentos,  em prol de uma amizade será a actitude correcta. Mas cuidado!!! tudo tem limites!! Fica a esperança que saibamos identificar os nossos erros e as nossas más  atitudes e possamos compensar quem gosta e cuida de nós de verdade.

Fontes:
Texto: Sandra Pereira
Imagem: Google Images


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...