quinta-feira, 16 de dezembro de 2010

Feliz Natal em vários idiomas

 Froehliche Weihnachten und ein gluckliches Neues Jahr
Alemán
 
Feliz ñavida y provechosu añu nuevu
Bable

Shuvo Baro Din
Bengalí

Nedeleg laouen na bloav ezh mat
Breetón

Vasel Koleda; Tchesti nova godina
Bulgaro

Seng Dan Fai Lok, Sang Nian Fai Lok
Cantonés

Bon nadal i feliç any nou!
Catalán

Geseende Kerfees en 'n gelukkige nuwe jaar
Afrikaner

I'D Mubarak ous Sana Saida
Arabe

Shenoraavor Nor Dari yev Pari Gaghand
Armenio

Felices navidaes y prósperu añu nuevu
Asturiano

Prejeme Vam Vesele Vanoce a stastny Novy Rok
Checo

Sung Tan Chuk Ha
Coreano

Pace e salute
Corso

Glaedelig Jul
Danés

Colo sana wintom tiebeen
Egipcio

Jutdlime pivdluarit ukiortame pivdluaritlo
Esquimal

Vesele Vianoce. A stastlivy Novy Rok
Eslovaco

Vesele bozicne praznike in srecno novo leto
Esloveno

Feliz Navidad y Próspero Año Nuevo
Castellano

Gajan Kristnaskon
Esperanto

Rõõmsaid Jõulupühi
Estoniano

Zorionak eta Urte Berri On
Euskera

Cristmas-e-shoma mobarak bashad
Farsi

Hyvää Joulua or Hauskaa Joulua
Finlandés

Zalig Kerstfeest en Gelukkig nieuw jaar
Flamenco

Joyeux Noël et Bonne Année
Francés

Nollaig chridheil agus Bliadhna mhath ur
Gaélico

Nadolig LLawen a Blwyddyn Newydd Dda
Galés

Bo Nadal e feliz aninovo
Gallego

Kala Christougenna Kieftihismenos O Kenourios Chronos
Griego

Mele Kalikimaka
hawaiano

Mo'adim Lesimkha. Shana Tova
Hebreo

Vrolijk Kerstfeest en een Gelukkig Nieuwjaar
Holandés

Kellemes Karacsonyiunnepeket & Boldog Új Évet
Húngaro

Selamat Hari Natal
Indonesio

Merry Christmas and Happy New Year
Inglés

Idah Saidan Wa Sanah Jadidah
Iraquí

Nollaig Shona Dhuit
Irlandes

Gledileg Jol og Farsaelt Komandi ar
Islandés

Buon Natale e Felice Anno Nuovo
Italiano

Shinnen omedeto. Kurisumasu Omedeto
Japonés
Natale hilare et Annum Nuovo!
Latín

Prieci'gus Ziemsve'tkus un Laimi'gu Jauno Gadu
Letón

Linksmu Kaledu
Lituano

Streken Bozhik
Macedonio

Selamat Hari Natal
Malayo

Nixtieklek Milied tajjeb u is-sena t-tabja
Maltés

Kung His Hsin Nien bing Chu Shen Tan
Mandarín

Meri Kirihimete
Maorí

Zul saryn bolon shine ony mend devshuulye
Mongolés

God Jul og Godt Nyttår
Noruego

Polit nadal e bona annada
Occitano

Bikpela hamamas blong dispela Krismas na Nupela yia i go long yu
Tok Pisin (hablado en Papúa Nueva Guinea)

Wesolych Swiat Bozego Narodzenia i Szczesliwego Nowego Roku
Polaco

Bom Natal e um feliz Ano Novo
Portugués

Mata-Ki-Te-Rangi. Te-Pito-O-Te-Henua
Rapa-nui

Sarbatori vesele
Rumano

Pozdrevlyayu s prazdnikom Rozhdestva is Novim Godom
Ruso

ciid wanaagsan iyo sanad cusub oo fiican
Somalí

Wilujeng Natal Sareng Warsa Enggal
Sudanés

God Jul och Gott Nytt År
Sueco

ºKrismas Njema Na Heri Za Mwaka Mpyaº
Swahili

Suksan Wan Christmas lae Sawadee Pee Mai
Tailandés

Nathar Puthu Varuda Valthukkal
Tamil

Noeliniz Ve Yeni Yiliniz Kutlu Olsun
Turco

Veseloho Vam Rizdva i Shchastlyvoho Novoho Roku!
Ucraniano

Chuc Mung Giang Sinh
Vietnamita

Sinifesela Ukhisimusi Omuhle Nonyaka Omusha Onempumelelo
Zulú

Que vamos fazer para a Semana?? Aqui estão algumas hipóteses...

Vamos aproveitar esta semana que os meninos vêm, para vos levar a conhecer algumas 
"coisas" boas de Madrid. 
Faremos a mítica Gran Vía, Plaza Mayor que agora está lindissima e com feirinha  de Natal e tudo, Puerta del Sol...Iremos também visitar alguns museos que creio vos gostará...Museo de Nancy, Museo Geominero, Museo del Prado, são algumas sugestões...
Iremos também contemplar as luzes de Natal madrileñas, que já tive oportunidade de ver
e são lindíssimas, com especial relevo  para as luzes da  Calle Serrano!!
Veremos também no mínimo dos Belenes (Presépios) , visita obrigatória já que são lindissimos ...Iremos ao cinema, que ainda não vi o meu filme :(
Espero que disfrutem! 
Hasta ahora ;))
  

 MUSEO NANCY

El museo recoge la evolución experimentada por la muñeca a lo largo de sus 42 años de vida. Con más de 25 millones de muñecas vendidas, el secreto de su éxito no ha sido otro que ser como una niña normal, con una estética y medidas acordes con la realidad, y que se ha ido adaptando a las tendencias y a la demanda de los años, principalmente en cuanto a la vestimenta. El coleccionista Rafael Sánchez Barros ha cumplido uno de sus sueños, crear un museo de la que ha sido considerada la muñeca española más bonita y popular, la Nancy.
En las vitrinas del establecimiento están representados todos los cambios que ha sufrido la muñeca a lo largo de los años. La muestra está ordenada por antigüedad y por temática: deporte, profesiones, ocio, tendencias, etc. Así podemos encontrar ejemplares de la primera Nancy del año 1968, la Nancy flamenca, la azafata de Iberia, la tenista, la esquiadora, la ama de casa, la enfermera, la Nancy de la movida, entre otras; todas ellas ataviadas con los complementos y accesorios que la han mantenido como uno de los éxitos comerciales más longevos del sector juguetero.
Pero la Nancy no estará sola. La acompañarán ejemplares de dos personas muy importantes en su vida, su hermana Lesly y su novio Lucas.
Dónde: Museo de Nancy (es dentro del restaurante El Ayer: Cardenal Cisneros, 86. Metro: Canal L2-L7 / Quevedo)
Horario: de lunes a sábado de 08:30 a 24 h. Domingos cerrado.


 MUSEO GEOMINERO

Permanente.- El Museo Geominero alberga importantes colecciones de fósiles, minerales y rocas recogidas durante más de 160 años de investigación en el ámbito de las Ciencias de la Tierra. El objetivo del Museo es divulgar la riqueza y diversidad de este patrimonio geológico. Para ello contamos con piezas de extraordinaria singularidad, como la colección de meteoritos, los cuarzos de la Sierra de La Cabrera, las piritas de La Rioja, las ranas fósiles de Teruel, ammonites y trilobites de yacimientos de todo el mundo, una réplica de un cráneo completo de Tyrannosaurus rex… y miles de tesoros naturales más.
Dónde: Museo Geominero (c/ Ríos Rosas, 23 Metro: Ríos Rosas L1)

Horario:
abierto todos los días del año de 09 a 14 h. (excepto 24, 25 y 31 de diciembre y 1 y 6 de enero)


 MUSEO DEL PRADO




Pedaleando hacia el cielo

Que pena que não vou estar...

Para el viernes 17 de diciembre.- Para dar la bienvenida a la Navidad, este año nos embarcaremos en un viaje en bicicleta hasta lo más alto: una creación especial para Madrid basada en los espectáculos Corazón de Ángeles y Luz de la compañía belga Theater Tol.
Los protagonistas de este mágico espectáculo son ángeles que danzan y se balancean entre el cielo y la tierra. Imágenes, canto, danza, acrobacia aérea y diversos efectos de pirotecnia conformarán esta performance. Duración del espectáculo 20 minutos.

sexta-feira, 10 de dezembro de 2010

História do Natal: origem e curiosidades



A celebração do Natal antecede o cristianismo em cerca de 2000 anos.
Tudo começou com um antigo festival mesopotânico que simbolizava a passagem de um ano para outro, o Zagmuk.
Para os mesopotânios, o Ano Novo representava uma grande crise. Devido à chegada do inverno, eles acreditavam que os monstros do caos enfureciam-se e Marduk, o seu principal deus, era preciso derrotá-los para preservar a continuidade da vida na Terra. O festival de Ano Novo, que durava 12 dias, era realizado para ajudar Marduk em sua batalha. A tradição dizia que o rei devia morrer no fim do ano para, ao lado de Marduk, ajudá-lo em sua luta. Para poupar o rei, um criminoso era vestido com as suas roupas e tratado com todos os privilégios do monarca, sendo morto levava todos os pecados do povo consigo. Assim, a ordem era restabelecida.
Um ritual semelhante era realizado pelos persas e babilónios. Chamado de Sacae, a versão também contava com escravos que tomavam o lugar dos seus mestres.
A Mesopotâmea, chamada de mãe da civilização, inspirou a cultura de muitos povos, como os gregos, que englobaram as raízes do festival, celebrando a luta de Zeus contra o titã Cronos.
Mais tarde, através da Grécia, o costume alcançou os romanos, sendo absorvido pelo festival de nome Saturnalia (em homenagem a Saturno). A festa começava no dia 17 de dezembro e ia até o 1º de Janeiro, comemorava-se o Solstício do inverno. De acordo com seus cálculos, o dia 25 era a data em que o Sol se encontrava mais fraco, porém pronto para recomeçar a crescer e trazer vida às coisas da Terra. Durante a data, que acabou conhecida como o Dia do Nascimento do Sol Invicto, as escolas eram fechadas e ninguém trabalhava, eram realizadas festas nas ruas, grandes jantares eram oferecidos aos amigos e árvores verdes - ornamentadas com galhos de loureiros e iluminadas por muitas velas - enfeitavam as salas para espantar os maus espíritos da escuridão. Os mesmos objectos eram usados para presentear uns aos outros.
Apenas após a cristianização do Império Romano, o 25 de Dezembro passou a ser a celebração do nascimento de Cristo. Conta a Bíblia que um anjo, ao visitar Maria, disse que ela daria a luz ao filho de Deus e que seu nome seria Jesus. Quando Maria estava prestes a ter o bebé, o casal viajou de Nazaré, onde viviam, para Belém a fim de realizar um recenseamento solicitado pelo imperador, chegando na cidade na noite de Natal. Como não encontraram nenhum lugar com vagas para passar a noite, eles tiveram de ficar no estábulo de uma estalagem. E ali mesmo, entre bois e cabras, Jesus nasceu, sendo enrolado com panos e deitado numa manjedoura.
Pastores que estavam com os seus rebanhos próximo do local foram avisados por um anjo e visitaram o bebé. Três Reis Magos que viajavam há dias seguindo a estrela guia igualmente encontraram o lugar e ofereceram presentes ao menino: ouro, mirra e incenso, voltando depois para seus reinos e espalharam a notícia de que havia nascido o filho de Deus.
A maior parte dos historiadores afirma que o primeiro Natal como conhecemos hoje foi celebrado no ano 336 d.C.. A troca de presentes passou a simbolizar as ofertas feitas pelos três reis magos ao menino Jesus, assim como outros rituais também foram adaptados.
Hoje, as tradições de Natal diferem de acordo com os costumes de cada país.

quinta-feira, 9 de dezembro de 2010

Trailer 40 El Musical





Este Sábado(4-12-2010), foi dia de Musical.
Uma noite bem passada e bastante divertida, na companhia do elenco El Musical los 40, e claro também na companhia do meu mais que tudo e dos seus pais.

Um espectáculo que dura 3 horas e que contém quase 100 canções, todas elas êxitos na sua maioria espanhóis da Rádio Espanhola Los 40 Principales.




































Aqui está o trailer, muito curto, eu sei, do Musical Los 40.
Algo muito divertido, animado, musicado, não deixando de ter a sua quota parte de tristeza...reinando no entanto a alegria :)

Se puderem, vejam ;)


 
Sinopsis
 

El argumento gira en torno a un grupo de amigos veinteañeros obligados a enfrentarse a sus vidas y a sus conflictos, asumir que ya no son unos adolescentes y que tienen que elegir el camino a seguir. El protagonista del musical inicia un radioblog en internet en el que se dedica a airear las intimidades de sus amigos. Con el poder que otorga la union de la música y la radio para modular y amplificar emociones, intenta ayudarles a tomar decisiones en su camino hacia la madurez, pero finalmente acaba provocando más caos y confusión.
En 40 EL MUSICAL hay un programa de radio pero no es un musical sobre la radio. Es una comedia romántica con toques dramáticos, en la que la amistad, la lealtad, el amor, la emoción y sobre todo el humor comparten protagonismo con la música a lo largo de dos horas y media de duración, en dos actos.
La banda sonora, interpretada en riguroso directo, incluye casi 100 canciones (completas o fragmentos) elegidas de entre los mayores éxitos de la música española e internacional.
40 EL MUSICAL es el musical de la música y desde la apertura de puertas al público, antes de cada función, un DJ hará desfilar los mas grandes éxitos anticipando la fiesta que se vivirá en cada representación y añadiendo una hora más de entretenimiento por el mismo precio.

sexta-feira, 3 de dezembro de 2010

3 metros sobre el cielo - Trailer

Claro que depois da "degustação" da imaginação durante a leitura, vem agora a "degustação" com os olhos ;)
Já amanha, ou melhor hoje, visto que já são 01:43 H da madrugada de Sexta-feira 3,  estreia o filme aqui em Espanha, versão espanhola claro, que os espanhóis estes tem que ter tudo seu. Alguém conhece um povo mais nacionalista que eles??
Bem o que importa é que o meu namorado me vai levar a ver o filme, (a ver se chega a horas) e eu vou desfrutar imenso, ou não fosse a personagem principal, Step, que os espanhóis decidiram mudar o nome para H, vá-se lá entender porquê, ser interpretado pelo actor que está "buenissimo" Mario Casas. É algo para ser desfrutado em gande. ;) Mesmo que o filme não valesse nada, que vale, valia a pena ir vê-lo, só para limpar a vista com este "bombón" ;)

Tres metros sobre el cielo

É uma história de amor, para mim, mais credível, comparada com "Desculpa mas vou chamar-te amor", ambas do mesmo autor, Federico Moccia.
Tres metros sobre el cielo, é um livro que te "engancha" desde o início, devido à escrita simples mas não banal de Federico, acompanhada de momentos e peripécias e situações bastante reais. Não te enfadas e tens vontade de continuar a ler, mesmo que os olhos se te fechem (muitas vezes tinha sono, mas a curiosidade de saber o que viria a seguir, era mais forte). Não que no final me surpreendesse muito, mas a doçura e o encanto das personagens, mantém esse desejo e essa curiosidade bem desperta!
Como diz Giogia " Um livro que conquista tanto os jovens como os trintões que ainda recordam a magia dos seus dezasseis anos" .

De facto posso dizer que em mim despertou certos sentimentos e desejos que embora não tenha muitas saudades dos meus dezasseis anos, e tampouco esteja feliz por ter quase trinta, estaria disposta agora a cometer certas loucuras que não cometi ;)

Cães reconhecem cara dos donos

Aqui está uma notícia, melhor uma confirmação que me alegra muito!

Um estudo realizado pela Universidade de Padua em Itália, publicado pela Revista Animal Behavior, demonstra que os cães são capazes de reconhecer a cara do seu dono, e mais ainda, são capazes de centrar a sua atenção neles, e inclusive preferem contemplar os seus donos antes que os rostos de outras pessoas.
Desta maneira, segundo explica o Dr. Mongillo, que liderou a investigação, "se imaginarmos um cão num cenário real, numa cidade ou no meio de uma multidão de gente, podemos ver como o animal se adapta para dar atenção prioritária ao seu proprietário, por encima do resto dos estímulos", o qual seria, segundo o estudo, "fruto de milhares de anos de domesticação".
 
Claro que eu já acreditava que isto era uma realidade, mas devido ao amor louco que tenho pelas minhas cachorras, sempre coloquei em dúvida o meu "credo", não fosse esse amor louco ser um pouco incrédulo e louco demais ;)

Não são um presente

IMAGEN MI PERRO Y YO 1
Es frecuente que durante estas fechas, debido a la grata experiencia que es compartir la vida con un animal como un perro, algunas personas se puedan plantear la posibilidad de obsequiar una mascota como regalo en navidad. Sin embargo, debemos tener muy claro que regalar mascotas no es una buena idea, y mucho menos si se piensa entregar como una ‘sorpresa’ sin previo aviso al futuro propietario.



Entregar mascotas como regalos tiene muchos riesgos para el bienestar de los animales: la clave es la responsabilidad. Un perro es un ser vivo que requiere cuidados y atenciones, lo que supone un compromiso que el nuevo propietario debe adquirir voluntariamente y con la máxima consciencia sobre las nuevas responsabilidades que conlleva, así como del espacio y el tiempo que su nuevo compañero habrá de ocupar en su vida diaria. Por otra parte, cuando nos planteamos tener un nuevo animal en la familia, es necesario que todos sus miembros se encuentren de acuerdo, ya que así evitaremos futuros conflictos y, con ello, posibles abandonos, con el sufrimiento que puede implicar para el animal

sexta-feira, 26 de novembro de 2010

Shakira Cantora Solidária



"A colombiana Shakira foi a personalidade escolhida para protagonizar o célebre anúncio de Natal da famosa marca de vinho espumante espanhola, Freixenet. Em troca, a empresa comprometeu-se a doar meio milhão de euros à fundação da cantora, Piez Descalzos, com o objectivo de ajudar na construção de escolas para crianças pobres, nomeadamente uma escola no Haiti e outra na Colômbia. Mais uma vez, Shakira e a sua fundação mostram a sua boa vontade e generosidade, ao proporcionarem educação e sustento a mais de seis mil crianças desfavorecidas. "

quinta-feira, 25 de novembro de 2010

LATERAL

"Lateral representa un concepto único y exclusivo en la oferta gastronómica de Madrid.

Su propuesta consiste en una selecta variedad de pinchos y raciones en la que se fusionan recetas
tradicionales y creaciones vanguardistas elaboradas con productos de excelente calidad,
para degustar en el distinguido ambiente y privilegiado entorno en el que se ubican sus cinco locales."




Nada mais nada menos que o "restaurante" onde quero levar-vos, amigos. 
Além de se comer bem, "pinchos" é verdade, mas bem, também se paga pouco. 
É um local agradável, com boa comida, onde apenas encontro um defeito além do barulho absurdo dos espanhóis, ao qual se pode dizer que já estou ambientalizada, o pouco espaço que existe entre as mesas, provocando assim, por vezes, dependendo do local onde nos sentemos, uma falta de intimidade extremista, não deixando de todo de existir "en algun que otro rincón".

Já tive oportunidade de conhecer duas das suas cinco casas, expostas aqui por Madrid, e deixem-me dizer que irei conhecer as outras três em menos de nada :)) e espero que se decidam por vir quanto antes, assim, mesmo sem necessitar, será uma "excusa más" para degustar otros "pinchos" que ainda não tive oportunidade de provar:)

Bon Apétit!

sexta-feira, 19 de novembro de 2010

Jovens Fuziladas na Somália

"Duas raparigas foram fuziladas na Somália por um grupo radical islâmico. A população da cidade de Beledweyne foi convocada para assistir a uma punição pública, mas ninguém sabia que se tratava de duas jovens raparigas.
De acordo com a Associated Press, Ayan Mohamed Jama, de 18 anos, e Huriyo Ibrahim, de 15, foram executadas com os olhos vendados e as mãos atadas, depois de acusadas de espionagem. O jornal britânico The Guardian refere testemunhas, segundo as quais as jovens terão sido executadas sem qualquer tipo de provas, nem direito a defesa.
Augustine Mahiga, secretário-geral da ONU para a Somália classificou este acto como “horrível”, demonstrando “o completo desrespeito dos extremistas pela vida humana”.
A mim parece-me uma barbaridade, totalmente inaceitável e completamente imperdoável que estas coisas sejam aceites na sociedade em que vivemos. Uma coisa é eles terem lá a região e os costumes deles, outra coisa completamente distinta, é que ninguém tem o poder de tirar a vida a ninguém. O que mais me incomoda é que não há uma vivalma que ponha freno a isto. É  impensável aceitar esta monstruosidade, pelo que no mínimo, o que poderei fazer é contribuir para que estas coisas se saibam, até que um dia esta aberração, seja totalmente extinguida da face da terra.

quarta-feira, 17 de novembro de 2010

FLIRT...

Flirt: ao que parece todos sabemos os passos desta dança erotizada, mas podemos aperfeiçoar a performance.
Por Júlia Serrão
















O flirt em 10 lições
Por Rita Craveiro Gonçalves, sócia-gerente do Espaço Segredos, direccionado para cursos sobre sensualidade e sedução:
1. Não se entregue, mas viva intensamente o momento
2. Não se disponibilize a contar a sua vida. No flirt não há compromissos – o que vem depois, é para depois
3. Invista na linguagem não verbal, nos gestos e no movimento do corpo, certificando-se que explora os mais importantes
4. Dos cinco sentidos, são mais relevantes a visão e o tacto. Por isso seduza-o com o olhar e um toque ousado
5. Aposte no papel de sedutor: é importante saber sê-lo
6. Se começar por ser seduzida, então saiba jogar, retribuindo com entrega e empenho
7. É importante não prever as horas a seguir, mas perceber que o que se vai desenhar para a frente depende desse investimento
8. Para flirtar com nota máxima é preciso estratégia. Monte a sua
9. Certifique-se de que está bem consigo própria. O flirt não é para ganhar miminhos
10. Mantenha a mente aberta, não esteja com romantismos


Quando há meses uma amiga me confessava que o olhar dos outros (e leia-se dos homens) a fazia sentir-se viva, não pude deixar de lhe invejar o despudor com que sintetizava uma necessidade que toda a gente tem, mas que poucos assumem ter: a de ser flirtada. E a de flirtar. Porque nestas coisas não interessa quem toma a iniciativa, a não ser para os ‘caçadores profissionais’ que gostam de estar no comando, mas torna-se mais interessante quando existe reciprocidade, tornando-se um jogo a cada passo mais intenso. Pode demorar horas, até que um dos jogadores ‘denuncie’ o cansaço.


Gostar de flirtar
Madalena admite gostar do flirt. Outros escondem. Também há os que desconhecem o seu poder de flirtar (mas quando o descobrem nada fica como era!). E outros, cujos valores morais não deixam soltar as asas do desejo. Mas, no final, toda a gente flirta. Flirtam os solteiros. E os casados também. E flirtam porque isso faz parte da natureza humana. Afinal, treinamos a sedução desde pequenos, quando tentamos conquistar a mãe e o pai e trazê-los para o nosso lado. É verdade que este tipo de canto e encanto ainda não tem a componente erótica, mas já é sedução. “Flirtamos por uma necessidade que serve para combater as nossas maiores dúvidas em relação a nós próprios”, explica o psicólogo clínico e psicoterapeuta Alexandre Nunes de Albuquerque. Inseguras porque não são suficientemente boas (e/ou reconhecidas) na vida amorosa ou na profissional, muitas pessoas tentam compensar essa falha com uma crescente necessidade de flirtar, esclarece ainda. O homem, pela sua própria natureza, “é mais necessitado de investimentos narcísicos externos, mas em geral todos temos essa necessidade”.


Sinal verde
Por uma questão que se prende directamente com a nossa auto-estima, somos caçadores. E, simultaneamente, presas de um jogo feito de insinuações, de avanços e recuos. Flirtar é um jogo de tapa e destapa, cheio de estratégias de sedução erotizada. “O flirt é seduzir de forma erotizada, se não houver erotização não há flirt.” Apesar de também poder ser exercitado através das palavras, o psicólogo clínico defende que estas “também têm muito peso” – o flirt é uma linguagem essencialmente não verbal. Flirtar é uma dança, está carregada de gestos, olhares intensos e movimentos de corpo. A mulher deixa descobrir o pescoço afastando o cabelo, pestaneja, e levanta levemente a sobrancelha, pode cruzar e descruzar as pernas... às vezes ruboriza. O homem mantém o corpo aberto, exibe a caixa torácica, em posição de ataque. Segundo os cientistas, são tudo formas de dizer ‘estou preparada(o) para um relacionamento físico, estou disponível’. É uma janela de oportunidade que se abre, como defende Perper. “Não é sim, nem não”, explica o cientista norte-americano, mas a possibilidade de ser qualquer coisa sem qualquer tipo de comprometimento. Mas, afinal, o que queremos com o flirt? Jogar apenas, sem consequências? Alimentar a nossa auto-estima? As teorias dividem-se. É claro que toda a gente já ouviu falar dos D. Juan, uma espécie rara de homens viciada em jogos de sedução, a quem interessa apenas o jogo e a sua estratégia.


Objectivo: a cópula “Há personalidades que necessitam de flirtar, e flirtar às vezes é sentirem que ainda são objectos de desejo, provocando ou imaginando que provocam desejo no outro.” Normalmente, o flirt tem sempre um objectivo concreto que é o relacionamento com o outro, com o objecto de sedução, garante Alexandre Nunes de Albuquerque. “Procura uma completude. O flirt tem o objectivo de concluir, ter um resultado. O que depois temos é o peso da ética, da moral, que nos coloca vários níveis de travão.” O flirt começa de uma forma filogenética, segundo o especialista: “Firtamos, vemos eroticamente o outro, para chegar à cópula. É assim com os animais, é assim connosco. É uma coisa física.” Mas como nem sempre conseguimos isso, diz, o flirt acaba por ser uma espécie de teste à nossa fantasia de controlo do ‘objecto’. “Como começa a ser um teste começa a ter um valor narcísico.”
NOTA IMPORTANTE: Texto sacado do blog da Máxima
 

terça-feira, 16 de novembro de 2010

Patrick Swayze & Jennifer Grey - The Time of My Life (Dirty Dancing)

The Time Of My Life

Amo, amo, amo amo, amo demais...
Os sentimentos sempre são os mesmos, cada vez que revejo este vídeo-clip, ou simplesmente ouço esta música.

Amigos que tenham bem presente na vossa mente que esta vai ser a base do meu casamento, ou não adorasse eu a música e dança...

Depois não digam que eu não avisei ;))

Beijocas para todos

Estado de "Graça"

Li algures e como concordo, deixo aqui a sua marca.

A primeira seta de Cupido é a “responsável” pelo estado alterado de consciência que fica registado na memória (pelo efeito de primazia). Sete efeitos que registamos com mais frequência, dos “verdes amores”:

1. Arrebatamento

2. Idealização

3. Desejo de fusão

4. Sentimentalismo

5. Dramatismo

6. Magnanimidade

7. Hipersensibilidade

Desfile Mango Verão 2011-Madrid

É já esta noite, em Madrid, o desfile da Mango com a colecção para a Primavera/Verão 2011.
Este desfile vai ser transmitido em directo na página da marca no Facebook em http://www.facebook.com/mango.com para que todas as fãs possam conhecer em primeira mão as tendências da próxima estação, em variadas partes do mundo. A Galeria de Cristal do Palácio de Cibeles vai receber uma série de convidados e algumas caras bem conhecidas para o desfile de uma das marcas espanholas mais internacionais. 

Amo-te..

  1. Amo-te porque me fazes sorrir;
  2. Amo-te porque me proteges;
  3. Amo-te porque os teus olhos brilham quando me olham;
  4. Amo-te pela forma como me abraças;
  5. Amo-te porque brincas comigo;
  6. Amo-te porque és o meu melhor amigo;
  7. Amo-te porque ficas ao meu lado quando tenho pesadelos;
  8. Amo-te porque me ligas quando menos espero;
  9. Amo-te porque ainda sabes como me beijar;
  10. Amo-te porque me amas como sou!

domingo, 14 de novembro de 2010

Transformando el Amor

Aquella noche comenzó su transformación. Hecho un flan se rasuraba el cuerpo mientras pensaba que debía haber formas mejores de depilarse sin montar esa escabechina. Eliminó hasta el último vello, se embadurnó de crema y se puso la ropa, primero la interior, después falda, camisa… Se maquilló como pudo, se colocó el pelucón y se miró en el espejo. Iba hecho un adefesio pero debía continuar. No lo hacía por sentirse preso en un cuerpo equivocado, ni por disfrutar de una doble identidad. Desde que supo que ella salía con una mujer estaba dispuesto a todo para no perderla.

quinta-feira, 4 de novembro de 2010

HOJE LI...



"O desejo pinta e some. A paixão explode. Já o amor é um desejo que se aprofundou e uma vivência intermitente da paixão."

terça-feira, 2 de novembro de 2010

Hoje Li...




 "Há quem se ria de mim, por ser diferente... Eu rio-me deles, por serem todos iguais"

segunda-feira, 25 de outubro de 2010

DEPENDÊNCIA



O problema da dependência nunca acaba bem. 
Num dia dá-nos euforia, no outro dia deixa de saber bem, e no dia mais a seguir, faz-nos mal.
Por vezes, por muito que algo nos doa, largar dói ainda mais....porém as suas consequências  podem sempre vir a ser o início de uma nova vida, uma nova alegria, de algo ainda melhor do que aquilo que já foi.
No amor, na amizade, na tristeza, na alegria, no que seja, não te tornes nunca dependente ao ponto de doer pensar que vai doer mais ainda, se o caminho a seguir é a ruptura ;))
Por vezes a ruptura é o único caminho a seguir.

sexta-feira, 15 de outubro de 2010

Desculpa, mas vou chamar-te amor







De facto um livro que poderia levantar muita polémica entre o público, devido à diferença de idades dos protagonistas... não fosse a época em que vivemos.
Uma época onde a liberdade de sentir se vive sem escusas, nem remordimentos.
Onde os sentimentos mais que livres são vividos de forma excêntrica e sentida, verdadeira polémica e até envergonhada mas nunca escondida.
Gosto muito da existência dessa liberdade para poder ser tudo...

"Um livro tem de vasculhar nas feridas, tem de engrandecê-las. Um livro tem de ser um perigo"Cioran

terça-feira, 21 de setembro de 2010

Verdadeiro Amor

NARA

Esta semana, está a revelar-se uma autêntica desolação, em que quanto mais queres que o tempo passe depressa, é quando mais demora a passar.
Já tínhamos percorrido quase 90 Km, quando uma ameaça de furo, nos faz parar o carro em plena auto-estrada. Pensávamos mesmo que era um furo. "Que chatice, Agora ter que mudar um pneu, no meio da auto-estrada, em plena noite escura, merda."
Os palavrões assomavam e acumulavam-se uns atrás dos outros, mesmo que fossem apenas pensados. Depois de verificado e reverificado, não havia furo, mas a verdade é que o barulho, mantinha-se lá, e assim que o carro iniciava a sua marcha, o maldito barulho insistia em acompanhar-nos. "Bolas... Amor sai aqui" Por sorte estávamos a 1Km de uma saída para Mérida.
Voltámos a sair do carro, ver e rever e rever... mas nada viamos. De furo nem sombras e a verdade é que o barulho permanecia. Ainda nos esperavam 320Km até Madrid... Que fazer? Continuar, voltar para trás?
Voltámos, claro está. Era impensável percorrer 320 Km em auto-estrada até Madrid, com aquele barulho a atormentar! Nem sequer ligámos para o seguro, porque embora tivessemos assistência em viagem, tinhamos uma passageira mais no carro, que duvidávamos que algum taxista, se comprometer-se a deixá-la entrar no seu automóvel. A Nara.
A Nara é a minha cachorra, a minha pipoca, a minha bébé!!
De modo que voltámos a Campo Maior, tivemos que trazer um carro emprestado, e claro, o dono do carro, nem sequer pôs em questão se a Nara podia ou não vir conosco para Madrid.Já sabiamos que a resposta não seria positiva, pelo que a minha pipoca teve que ficar em Campo Maior, com a família do meu amor.
Escusado será dizer que vim toda a viagem a choramingar, tenho tido insónias, entre outras situações menos boas, de cada vez me me deparo com os seus brinquedos, as suas coisas espalhadas aqui por casa!
A falta que nos faz um animal de estimação!!
Para muitos não existem, para outros são apenas isso:animais, para outros ainda são o "temos um cão" e pronto.
Mas para outros, como eu, o animal de estimação, o cão, é mais do que isso, é família, é parte integrante e importante da minha vida, da minha família, do meu modo de viver.
Sem ela, sem a Nara a minha vida é mais triste, e deslocada. Aqui em casa, estes dias tem-se sentido muito a sua falta. O não ouvir a sua respiração, o seu ressonar,o barulho que as suas patinhas fazem ao movimentar-se aqui pela casa,os seus pedidos de atenção, os seus ladridos para com o vizinho de quem não gosta...enfim.
Ela é a imagem pura de amor por mim e eu por ela. Gostamos e sentimos muito a falta uma da outra. Neste momento está em Campo Maior, triste a sentir a minha falta, a pedir mimos e atenção a quem dela se aproxime.
AMA-ME INCONDICIONALMENTE e eu sinto o mesmo por ela, amor, carinho, protecção, segurança, sentimentos puros e verdadeiros que por vezes és incapaz de sentir por certas pessoas...

terça-feira, 7 de setembro de 2010

CONFIANÇA

BORBOLETAS


As pessoas não estão neste mundo para satisfazer as nossas expectativas, assim como não estamos aqui, para satisfazer as dela.

Temos que nos bastar... nos bastar sempre e quando procuramos estar com alguém, temos que nos consciencializar  de que estamos juntos porque gostamos, porque queremos e nos sentimos bem, nunca por precisar de algo.

Com o tempo vamos percebendo que para ser feliz com a outra pessoa,  precisamos em primeiro lugar, não precisar dela. Perceber também que aquela pessoa que amamos (ou achamos que amamos) e que não demonstra esse amor que necessitamos, definitivamente, não é o homem ou a mulher de nossa vida.
Temos que aprender a gostar de nós, a cuidar de nós, e principalmente a gostar de quem gosta de nós.
Em primeiro lugar estamos nós próprios. Só assim, se nos amarmos e aceitarmos tal como somos, poderemos aceitar o que os outros têm ou NÃO para nos dar

"O segredo é não cuidar das borboletas e sim cuidar do jardim para que elas venham até nós".

quarta-feira, 1 de setembro de 2010

A mudança custa.
Todos temos medo da mudança, porque a verdade é que ás vezes quanto mais mudamos, mais as coisas permanecem iguais.Porém ás vezes mudar é tudo! Mudar é o início de um novo ciclo da nossa vida, e tudo o que é preciso é acreditar. Acreditar na mudança e nos benefícios que podem vir com ela ao mesmo tempo que sabemos retirar o essencial do seu lado negativo, porque crescer dói. Mas só assim crescemos na plenitude interior e exterior e consequentemente ficamos mais fortes embora não o notemos no momento, mas sim numa próxima oportunidade em que teremos que demonstrar o que valemos e provar que o que vivemos no passado nos será útil nesse momento.
Tenho crescido todos os dias, pois todos os dias me deparo com situações ás quais muitas vezes não tenho uma resposta adequada para dar, e então chego a casa, muitas vezes derrotada pelas dificuldades do meu dia, basta olhar para dentro de mim, para a minha vida para perceber que a vida afinal tem cor, tem bons momentos, tem alegria e que mudar afinal é sempre muito melhor do que permanecer na monotonia e rotina que cada um de nós cria em nosso redor, como que uma armadura para não sermos atingidos pelo sopro da vida.

sexta-feira, 6 de agosto de 2010

Na Mesa de Cabeceira

«Escrever é usar as palavras que se guardaram: se tu falares de mais, já não escreves, porque não te resta nada para dizer.»


Miguel Sousa Tavares
Capa do livro:  No Teu Deserto






















 «Escrever é usar as palavras que se guardaram: se tu falares de mais, já não escreves, porque não te resta nada para dizer.»

 E não é que o Miguel tem razão??

Há coisas que não têm tanto impacto quando ouvidas "ditas", como aquele que provocam quando ouvidas "escritas".
 Daí não fazer mal que de vez em quando recebamos uma carta, ou um bilhete de alguém que amamos muito, ou nem tanto. No fundo o que se retém, quer "ditas" quer "escritas", é o essencial da mensagem principal que o emissor nos quer transmitir. 
Simplesmente que quando o facto é escrito este parece causar maior impacto, e passem os anos que passem a mensagem está sempre ali, a um passo de abrir um envelope e recordar "tim-tim" por "tim-tim", cada uma das palavras que nos foi proferida e sentir de novo, com a mesma força aquilo que nos transmitiu em dado momento.

Ás vezes mais nos vale falar de menos e escrever de mais.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...